quinta-feira, 26 de maio de 2016

Como dizer "Bom dia!" e "Olá!" em Tupi?

Esses dias eu estava pensando que temos dois tipos de bom-dia no Brasil. Se você diz isso ao chegar, está dizendo algo parecido com "Que dia bonito está hoje!", mas, se o diz ao sair, está mais para "Tenha um bom dia!".
Assim, eu sugiro que se diga, em Tupi, ao chegar,

'Aporanga!
Dia bonito!
(contração obrigatória de 'Ara poranga!)





e, ao sair,



Nde 'ara t'i porang!
Que teu dia seja bonito!
(contração obrigatória de Nde 'ara ta i porang! lit. "Seu dia que ele [seja] bonito!")




ou



Nde 'ara t'e'ikatu!
Que teu dia mostre-se bom!
(contração de Nde 'ara ta e'ikatu! lit. "Seu dia que mostre-se bom!") 


No entanto, essa é uma adaptação atual do Tupi Clássico, ou seja, o que chamo de Tupi Brasileiro. Pelo que se sabe, os tupis antigos não diziam "bom dia". Para cumprimentar, os homens diziam o nome da pessoa e "gûé", enquanto as mulheres usavam "îú". Exemplos: 
Abá gûé!
Olá, pessoal!
(falado por homem)

Abá îú!
Olá, pessoal!
(falado por mulher)

Essas partículas também marcam o vocativo de forma geral. Se você coloca o nome da pessoa seguido de uma delas no meio da frase, é como se você estivesse dizendo "ó Fulano" (ou sem o "ó" e entre vírgulas para uma tradução menos formal). Exemplos:

 
Pá, xe irũ-etá gûé!
Sim, ó meus companheiros!
Sim, meus companheiros!




 
Tupã, Tupã gûé!
Deus, ó Deus!
Deus, meu Deus!



 
Anna Júlia gûé!
Ô Anna Júlia!


No Nhengatu, o Tupi Moderno ainda falado nativamente na região Norte e que serve de fonte de vocabulário para o Tupi Brasileiro, temos:

Bom dia: puranga ara, yané kwema, kwema yandé.
Boa tarde: puranga karuka, yané karuka, karuka yandé.
Boa noite: puranga pituna, yané pituna, pituna yandé.

Fonte: Neh Jes, Francisco Silva. In Língua Brasílica - Tupi, Guarani e Nheengatu (grupo Facebook).

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Como dizer "Até mais!" em Tupi?

"Até mais!" em Tupi pode ser traduzido como:

T'îanhomongetá!
Que nós nos falemos!
"tiá-nhomong-etá"
/tjaɲɔ̃mɔ̃ŋɛt'a/
Fonte:
Resposta ao grupo "Tupi" do Yahoo
Emerson José Silveira da Costa
https://br.groups.yahoo.com/neo/groups/tupi/conversations/topics/5729 


domingo, 15 de maio de 2016

Vogais e semivogais do Tupi

VOGAIS

As vogais dividem-se entre
  •  abertas: a, e, o 
    • pronunciadas como as vogais á, é, ó, do Português (não são necessariamente tônicas, mas nunca são pronunciadas fechadas como â, ê, ô)
    • representadas como /a/, /ɛ/, /ɔ/ no AFI
  •  fechadas: i, u, y
    • as duas primeiras pronunciadas exatamente como no Português: /i/, /u/ no AFI
    • y é pronunciada como um "u" sem lábios arredondados; em outras palavras, deve-se fazer lábios de "i" e tentar dizer "u" sem mudar o formato dos lábios; representada por /ɨ/ no AFI (ouça o som do "y" clicando aqui)
Neste blog, refiro-me à ortografia adotado no Método Moderno de Tupi Antigo, do professor Eduardo de Almeida Navarro, como Ortografia Padrão, porque esse livro tornou-se a gramática normativa do Tupi Clássico de facto, mas tento citar as alternativas sempre que possível.


Ortografias do Tupi

Quando uma pessoa começa a pesquisar algumas palavras em Tupi, ela acaba estranhando que a mesma palavra seja escrita de formas diferentes, dependendo de quem escreveu o texto. Aprende aqui que "onça-pintada" é jaguar, ali que é iaguara, e acolá que é îaûara.

Isso é confuso, mas pode oferecer uma vantagem: cada pessoa que escreve em Tupi torna-se um verdadeiro artista do idioma, ao escolher a grafia que acha mais bonita para uma certa palavra. Suponha que você queira abrir uma empresa que se chame "cerrado" (a vegetação) em língua tupi. Poderia escolher ka'atan, ka'atã, kahatan, caatã, cahatã, etc.

Por outro lado, a coexistência dessas ortografias pode ser mais tolerável, e até apreciada, quando se entende como se passa de uma a outra. Vamos analisar as possíveis maneiras de representar cada fonema do Tupi.

Uma explicação detalhada das vogais e semivogais do Tupi encontra-se aqui:
http://tupibrasileiro.blogspot.com/2016/05/vogais-e-semivogais-do-tupi.html

Passemos então às consoantes:


quinta-feira, 12 de maio de 2016

Como dizer "Eu te amo!" em Tupi?

São muitas as listas de "eu te amo" em várias línguas. Geralmente, o Tupi não está entre elas, até porque ninguém sabe como se fala. Isso mudou, porque agora você sabe:

Oroaûsub!
"óró-aussúb"
ɾɔaws'uβ/
Fonte:
Método Moderno de Tupi Antigo
Eduardo de Almeida Navarro


segunda-feira, 9 de maio de 2016

Como dizer tudo em Tupi?

Quando comecei a estudar Tupi Clássico ("Antigo"), queria poder dizer tudo nessa língua, mas me diziam assim:

Não existia avião naquela época, então não há como dizer 'avião' em Tupi.

ou

Os índios não tinha costume de dizer 'bom dia', então não há essa expressão.

Uma solução seria estudar o Nhengatu (Tupi Moderno), no qual há expressões para coisas modernas, mas não foi o Nhengatu que gerou o nome de vários lugares e cidades da minha região, então eu queria estudar o Tupi Clássico mesmo.

Do Nhengatu vieram nomes de lugares principalmente na Região Norte, mas do Tupi Clássico vieram nomes de lugares do Brasil inteiro. Eu poderia me arriscar a dizer que a influência do Tupi Antigo é o principal elemento de identidade do Brasil. Embora o Português seja a língua materna da maioria dos brasileiros, ela é também a língua materna de portugueses, muitos angolanos e moçambicanos, alguns asiáticos, etc.

Eu queria aprender Tupi Clássico, mas acho muito difícil aprender uma língua sem imaginar como eu falaria coisas do meu dia a dia nessa língua.

Acabei descobrindo que eu não estava só! Existe muita gente querendo dizer coisas modernas em Tupi Clássico, e de fato as dizendo. Existe gente criando palavras para "avião", "navio", "bom dia", "norte", "um milhão e setecentos mil dólares", etc.

Neste blog, planejo apresentar várias dessas palavras que vou coletando em e-mails, postagens de Facebook, livros, etc.

Até logo!

O Tupi Brasileiro

Abaeté, Ipanema, Itapoã, jatobá, Jucá, mandioca, mutirão, nhem-nhem-nhem, oca, piracema, pororoca, Piracanjuba, tapioca, tatu, Ubirajara...

A influência do Tupi Antigo na formação do Brasil é enorme. Basta ver a quantidade de nomes de origem tupi para cidades, lugares, animais, plantas, sobrenomes, expressões, etc.

Conhecer o Tupi Antigo fornece boas ideias sobre a origem de vários nomes:
  • Pindamonhangaba: de "pindá" (anzol) + "moîang" (fazer) + "ába" (lugar), ou seja, "lugar de fazer anzóis", "fábrica de anzóis".
  • Caipira: de "kopira", pessoa que faz a roça, do verbo "kopir" ("fazer a roça")*.
  • Itiquira: de "y" (água) + "tykyra" (que cai), "água que cai", "queda d'água".

*: Existe também outra etimologia: ka'a ("mato") + pora ("habitante"), que teria gerado "caipora" e "caipira", mas o Prof. Navarro, provavelmente o maior divulgador do Tupi Antigo, não concorda com tal etimologia.